amulet-innovality2

Tecnologia Amulet Innovality

Fujifilm

23 julho 2021

Dor e mamografia: é realmente inevitável?

 

 

Introdução

Os avanços recentes da tecnologia estabeleceram novas expectativas sobre a eficácia da mamografia de rastreamento e sua contribuição para o diagnóstico precoce do câncer. O desempenho da tomossíntese mamária digital, por exemplo, avaliado por meio de diversos ensaios clínicos (1,2), parece confirmar o valor de sua possível adoção em substituição ao uso do procedimento convencional 2D.

Por outro lado, o benefício de um programa de mamografia para a população depende muito do nível de participação das mulheres em idade de triagem. Pode-se considerar indiscutível que as reduções da mortalidade populacional estão inversamente relacionadas às taxas de participação na triagem.

Entre os países europeus, a presença de programas organizados, regionais e oportunistas de triagem tem levado a uma grande variação de participação com porcentagem de frequência variando de um valor considerável de 70% em algumas nações até o desempenho de um dígito em regiões isoladas (3 ).

As características da população, como fatores psicossociais e sociodemográficos, são reconhecidamente as principais influências na realização do exame de mamografia, mas fatores individuais e/ou pessoais, como o conhecimento do câncer de mama, a facilidade de comparecimento ao rastreamento e a experiência anterior com o exame demonstrou contribuir significativamente para o reaparecimento das mulheres.

Mais de 40% das mulheres que não comparecem às consultas de mamografia de rastreamento confirmam a dor como principal causa do não comparecimento, sendo que o não comparecimento por estresse e constrangimento representa menos de 10% (4).

A dor é necessária?

Pode ser facilmente determinado que, para a maioria das mulheres, a dor está diretamente relacionada à compressão aplicada à mama durante os exames de mamografia. No entanto, este procedimento é essencial para estabilizar a posição da mama durante a exposição (para evitar artefatos de movimento) e para reduzir a espessura do tecido tanto quanto possível (para melhorar a qualidade da imagem e apoiar uma melhor visualização do conteúdo glandular).

A densidade do tecido, o tamanho da mama, a presença de áreas sensíveis, etc., todos influenciam o nível de compressão / dor que pode ser tolerado e será diferente em cada paciente; no entanto, os operadores tendem a almejar o mesmo nível de compressão para todos os pacientes, um nível que foi estabelecido para fornecer o melhor compromisso entre a estabilização e o desconforto.

Pás de compressão

Tendo em vista que não é possível eliminar a necessidade de compressão mamária, e que tal operação traz algum desconforto às pacientes, diversos acessórios e funções especiais foram recentemente disponibilizados por fabricantes de sistemas de mamografia, a fim de melhorar o conforto das pacientes durante o tempo, mantendo a compressão e posição adequada das mamas.

A Fujifilm lançou uma pá de compressão de mama adaptável (disponível em diferentes tamanhos) para ser usada em combinação com seu carro-chefe da mamografia digital, Amulet Innovality.

A pá “Fit Sweet” apresenta uma superfície flexível que se ajusta de acordo com o tamanho e densidade da mama, distribuindo uniformemente a força de compressão sobre a superfície de contato do tecido com a pá.

A pá tira partido de uma combinação inteligente de diferentes materiais de construção (apresentando diferentes resistências e rigidez) e de uma ligação flexível com o do sistema.

Esta construção avançada garante uma ótima estabilização da mama graças a uma área de contato muito ampla, ao mesmo tempo que reduz a pressão aplicada na área mais sensível (a parte mais espessa e densa do tecido glandular, próxima à parede torácica).

A pá “Fit Sweet” sempre adapta seu formato à mama, proporcionando uma compressão personalizada a cada paciente.

Conclusões

O impacto positivo do rastreamento de mama na detecção precoce do câncer é indiscutível e sugere que todos os esforços devem ser colocados em prática para maximizar a participação e a reativação das mulheres em sua faixa etária de rastreamento.

A dor da compressão da mama durante a exposição está sendo citada como a razão para 41% das mulheres que optam por não
participar das seguintes rodadas de mamografia:

  • Junto com aplicações clínicas avançadas (como tomossíntese e mamografia com contraste), o design e as melhorias funcionais foram disponibilizadas pela Fujifilm, para melhorar a experiência dos pacientes e sua tendência consequente de voltar a exames de triagem ano após ano.

Referências

  1. “Prospective trial comparing full-field digital mammography (FFDM) versus combined FFDM and tomosynthesis in a population-based screening programme using independent double reading with arbitration” [Estudo prospectivo comparando mamografia digital de campo total (FFDM) versus FFDM combinada e tomossíntese em um programa de triagem baseado em população usando dupla leitura independente com arbitragem] (Skaane et al. – Eur Radiology 2013)
  2.  “Performance of one-view breast tomosynthesis as a stand-alone breast cancer screening modality: results from the Malmö Breast Tomosynthesis Screening Trial, a population-based study.” [Desempenho da tomossíntese de mama em uma visão como uma modalidade autônoma de rastreamento do câncer de mama: resultados do Malmö Breast Tomosynthesis Screening Trial, um estudo de base populacional]. (Lang et al. – EUR Radiology 2015)
  3. “Participants, Physicians or Programmes: Participants’ educational level and initiative in cancer screening” [Participantes, médicos ou programas: Nível educacional dos participantes e iniciativa no rastreamento do câncer]. (Willems, Barbara & Bracke, Piet. – Health Policy. 122. 422-430. 10.1016/j.healthpol.2018.02.001)
  4. “A comparative study of re-attenders and non-re-attenders for second triennial National Breast Screening Programme appointments” [Um estudo comparativo de recorrentes e não recorrentes para as consultas trienais do Programa Nacional de Rastreio da Mama] (Marshall G – J Public Health Med. Março de 1994; 16 (1): 79-86)
  5. “Novel Compression Control for More Comfortable Mammography Examinations” [Novo controle de compressão para exames de mamografia mais confortáveis] (Haruka Aoyagi et al. – 74ª Reunião Anual da JSRT Sociedade Japonesa de Tecnologia Radiológica)

Publicado por FUJIFILM Europe GmbH

MAIS NOTÍCIAS

VER MAIS

Descubra onde pode ser aplicada a inteligência artificial na saúde

A inteligência artificial é um recurso que tem aumentado consideravelmente a eficiência de muitos negócios. Ela vem sendo cada vez mais incorporada à a área…

Entenda a importância da tecnologia em gestão hospitalar

A saúde é uma área bastante delicada, que admite poucos erros e requer processos ágeis e precisos. Com isso, os gestores do setor precisam estar…

Conheça o significado das numerações da classificação BI-RADS™

Quando você precisa fazer algum exame como ultrassonografia, ressonância magnética ou mamografia, existe uma classificação responsável por categorizar eventuais lesões que possam ser identificadas. Ela…

Escolha sua área de interesse e acompanhe as novidades da Fujifilm Brasil

Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro do assunto!